Para Refletir: Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava a sua vida!

gato-no-espelhoUm dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um cartaz enorme, no qual estava escrito: “Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida na empresa. Você está convidado para o velório na quadra de esportes”. No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas depois de algum tempo, ficaram curiosos para saber quem estava atrapalhando sua vida e bloqueando seu crescimento na empresa. A agitação na quadra de esportes era tão grande que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório.
Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava:
-Quem será que estava atrapalhando o meu progresso?
– Ainda bem que esse infeliz morreu!
Um a um, os funcionários, agitados, se aproximavam do caixão, olhavam pelo visor do caixão na tentativa de reconhecer o defunto, engoliam seco e saiam de cabeça baixa, sem nada falar uns com os outros. Ficavam no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma e dirigiam-se para suas salas. Todos muito curiosos mantinham-se na fila até chegar a sua vez de verificar quem estava no caixão… A pergunta ecoava na mente de todos: “Quem está nesse caixão”? No visor do caixão havia um espelho e cada um via a si mesmo…

Só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: VOCÊ MESMO! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo.
“SUA VIDA NÃO MUDA QUANDO SEU CHEFE MUDA, QUANDO SUA EMPRESA MUDA, QUANDO SEUS PAIS MUDAM, QUANDO SEU(SUA) NAMORADO(A) MUDA. SUA VIDA MUDA … QUANDO VOCÊ MUDA! VOCÊ É O ÚNICO RESPONSÁVEL POR ELA.”
O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando “você muda”.

(Luiz Fernando Veríssimo)

Mensagens e ligações em celulares tem gerado medo

26679_ext_arquivoO aquartelamento da Polícia Militar e Bombeiros em Alagoas está gerando o compartilhamento de mensagens através das mídias sociais. O que parece ser uma forma de orientar a população esconde a verdadeira intenção de muitos desses autores, que utilizam o nome até da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para conseguir algum tipo de proveito e gerar pânico social.

Sem querer se identificar, algumas mulheres apresentaram a reportagem do Correio de Alagoas registro de ligações telefônicas com o número: 065-65-2065-xxxx. Um ‘aviso’ divulgado pelo WhatsApp afirma que “ Tá saindo no rádio que não atenda as ligações do celular que inicia com 06565… Estão clonando os números que atendem a esse telefonema… REPASSE”.

Esse tipo de mensagem tem gerado medo também em outros Estados brasileiros. Segundo as ‘vítimas’, as ligações acontecem no período da noite ou madrugada. No caso das que mostraram o registro, as tentativas aconteceram às 22h12 e 22h14.

Conforme relatos de quem atendeu a ligação em outros Estados, uma voz gravada e distorcida propõe um “pacto” e o objetivo pode ser mais do que apenas assustar: uma forma de enganar e solicitar dados pessoais, ou roubar créditos do celular.

O fato é que o DDD “065” é de Mato Grosso e o “65” é o código da operadora CGB Voip Informática e Telecomunicação, pouco conhecida em Alagoas. Procurada por nossa reportagem, a empresa desconhece a prática do crime e afirma que não realiza esse tipo de ligação, além de não ter mercado direto com o Estado.

Questionada sobre a possibilidade de fraude através de um contato telefônico, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou que esse é um caso de polícia e seu poder está voltado ao serviço oferecido pelas operadoras de telefonia no Brasil. Entretanto, acredita que seja improvável retirar créditos através de uma ligação e pede aos clientes abordados que não informem qualquer dado pessoal.

A Anatel também recomenda que os clientes que se sentirem lesados podem procurar as operadoras para checar se o telefone foi clonado e descobrir se houve algum desconto indevido no saldo dos celulares pré e pós-pago.

PRF também é vítima de farsantes

Está sendo divulgada através da mesma mídia social que “a bandidagem tá se preparando pra fazer arrastão hoje em Maceió. A informação veio de um morador de uma grota no Barro Duro, que disse que os malas de lá estão se organizando. Quem puder, evite sair de casa e avise aos familiares e amigos. Não sei se tem relação, mas os malas de SP estão instigando arrastões em shoppings. Muita atenção! Fonte: PRF”. Também uma farsa.

Em nota oficial, a PRF rebateu que a mensagem não partiu da instituição, tão pouco de um dos servidores. Destacou que qualquer informação de utilidade pública é repassada através da assessoria de comunicação da própria para a mídia local e também publicada na página oficial no Facebook e Twitter.

Vale destacar que as ações da PRF acontecem em rodovias federais e não dentro das cidades, onde a atuação é da Polícia Militar.

Também estão criando um link falso de notícia sobre um arrastão nas proximidades do Hospital Memorial Arthur Ramos, no Farol. Dessa vez, a empresa que transmitiria a informação seria um site de notícias alagoano. A informação também não procede e não está contida no próprio site.

Fonte: Correio de Alagoas

Viação deve indenizar motorista perseguido pelo chefe

tstO assédio moral causado pela conduta de um empregador contra seu funcionário deve ser fartamente comprovado para que seja possível a condenação da parte responsável, o que pode ser feito por meio de um boletim de ocorrência. No entanto, se isso ocorre e o Recurso de Revista ao Tribunal Superior do Trabalho exige o reexame dos fatos e dados, algo vedado pela Súmula 126, eventual condenação deve ser mantida. Com base em tal entendimento, a 8ª Turma do TST rejeitou recurso da Viação Pirajuçara contra um motorista que ajuizou ação trabalhista afirmando que foi vítima de perseguição no ambiente de trabalho. Ele deverá receber indenização de R$ 10 mil por danos morais.

Contratado em abril de 2005 pela empresa, o condutor foi dispensado por justa causa em janeiro de 2010, após recusar-se a fazer uma viagem. Ele entrou com a ação e alegou que foi afastado em diversas ocasiões, durante o período em que trabalhou na viação, por conta das perseguições e do assédio moral. Seu superior, segundo ele, fazia diversas ameaças e simulava falhas, o que acarretava em advertências para ele. O motorista pedia, na ação, a indenização por danos morais e o pagamento das verbas indenizatórias.

Em primeira instância, prevaleceu a afirmação da empregadora, no sentido de que não houve perseguição e que o motorista foi dispensado com base no artigo 482, “e” e “h”, da Consolidação das Leis do Trabalho, após advertência e suspensão por falta ao trabalho. A Vara do Trabalho de Embu (SP) apontou que ias testemunhas foram vagas, sem confirmar a perseguição. Assim, não foi constatada qualquer indicação de que a Viação Pirajuçara ultrapassou seu poder diretivo e disciplinar. A sentença acatou apenas o pedido de pagamento de parte das férias acrescidas do terço constitucional, adicional de 50% sobre as horas extras e reflexos nas demais verbas.

O empregado recorreu ao Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, e os desembargadores entenderam que o assédio foi comprovado no boletim de ocorrência feito pelo empregado, em que afirmava ser vítima de perseguição por seu superior hierárquico. Também provaram que tal prática ocorreu, de acordo com a decisão de segunda instância, os atestados médicos que provam o tratamento psiquiátrico e o depoimento de testemunhas, com um dos depoentes afirmando que o supervisor inventava motivos para suspender o funcionário.

Após a fixação da indenização por danos morais em R$ 10 mil, a empresa recorreu ao TST alegando que não houve situação vexatória ou humilhante e que a prova testemunhal seria contraditória. No entanto, o ministro Márcio Eurico Vitral Amaro, relator do caso, informou que para alterar o posicionamento de que o assédio moral foi fartamente comprovado, seria necessário o reexame dos fatos, o que não é possível por conta da Súmula 126. Seu voto negando provimento ao recurso da Viação Pirajuçara foi acompanhado pelos demais ministros. Com informações da Assessoria de Imprensa do TST.

Justiça condena empresário por chamar filho de Lula de ‘idiota’

O empresário Alexandre Paes dos Santos foi condenado a pagar R$ 5.000 a Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, por tê-lo chamado de “primário”, “idiota” e “uma decepção” em conversa com jornalista da revista “Veja” que não chegou a ser publicada. Cabe recurso.

Lulinha, como Fábio é conhecido, soube das declarações ao processar a publicação por reportagens em que foi apontado como lobista.

Santos, também apresentado como lobista nas reportagens, teria dito ao jornalista Alexandre Oltramari, da “Veja”, que Lulinha despachava em seu escritório em Brasília.

O empresário negou as afirmações, mas tornou-se réu em processos que o filho de Lula moveu contra a Editora Abril, que publica “Veja”, e Oltramari.A revista entregou à Justiça a gravação das conversas de Santos com o repórter, incluindo o trecho em que ele criticava Lulinha.

Ao saber do diálogo, Fábio abriu um novo processo, por dano moral. Perdeu em primeira instância, mas, no último dia 10, a 1ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo acolheu em parte seu recurso.

A decisão foi divulgada pelo site Consultor Jurídico.

O desembargador Alcides Leopoldo e Silva Júnior considerou que Santos teve intenção de ofender Lulinha, mesmo que sua frase não tenha sido publicada. Para o magistrado, a Abril e Oltramari não causaram danos.

O advogado de Lulinha, Cristiano Martins, disse que recorrerá para que eles também sejam responsabilizados, porque teriam tornado as ofensas públicas ao anexar o áudio ao processo.

Alexandre Fidalgo, advogado da Abril e de Oltramari, refuta o argumento. “Se Lulinha quisesse preservar sua honra, teria pedido segredo de Justiça”, disse. O advogado de Santos, Eduardo Ferrão, não foi localizado.

Fonte: Folha

Ganhador de prêmio na loteria é sequestrado na Grande SP

sequestroO ganhador de um prêmio da Mega-Sena de R$ 7,8 milhões e o irmão dele foram sequestrados na tarde de segunda-feira (23), no bairro Continental, em Guarulhos, na Grande São Paulo. A Polícia Civil estourou o cativeiro na madrugada desta terça-feira (24). Houve troca de tiros. Um suspeito morreu e outro foi preso.

A Polícia Civil contou que os irmãos se preparavam para viajar para Bahia de carro nesta terça-feira quando foram surpreendidos pelos sequestradores.

O pedreiro baiano, de 43 anos, que ganhou o prêmio há cerca de 3 meses, tinha R$ 5 mil em casa. Ele passou no banco e sacou mais R$ 5 mil. Aproximadamente meia hora depois, a casa dele foi invadida por um casal armado. As duas vítimas foram amarradas e amordaçadas.

Primeiramente, os irmãos foram levados no carro dos criminosos para um cativeiro em Mairiporã, na Grande São Paulo. Por volta das 20h, eles foram transferidos para o cativeiro na Vila Galvão, também em Guarulhos.

Na madrugada desta terça-feira, policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), que já investigavam uma quadrilha especializada em arrecadar dinheiro para uma facção criminosa, encontrou o cativeiro. O grupo, que era investigado havia cerca de 60 dias, fazia roubos de carga e roubo a banco.

Na troca de tiros, um suspeito ficou ferido. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. O outro foi levado para a sede do Deic.

No cativeiro, a polícia apreendeu duas armas: uma pistola .40 e revólver calibre 32. O suspeito morto, segundo a Polícia Civil, tinha passagens por roubo e homicídio. Já o detido já tem passagem por roubo.

Fonte: G1

Mega da Virada promete prêmio de mais de R$ 200 milhões

Resultado-Mega-Sena4O prêmio da Mega da Virada deste ano promete ultrapassar a casa dos R$ 200 milhões, segundo estimativa da Caixa. O sorteio ocorre no dia 31 de dezembro, às 20h25 (horário de Brasília), no estúdio da Rede Globo, em São Paulo.

Aplicado na poupança, o prêmio renderia cerca de R$ 1,2 milhão por mês, o que equivale a R$ 40 mil por dia.

As apostas na Mega da Virada podem ser feitas até as 14h (horário de Brasília) do dia 31 de dezembro em todas as lotéricas do país. A aposta simples custa R$ 2.

O vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Fabio Cleto, diz que as lotéricas já registram o aumento no fluxo de pessoas, por isso o ideal é que os interessados em fazer as apostas não deixem para a última hora para evitar as filas. Os clientes pessoa física que tenham contam na Caixa podem fazer suas apostas pela internet.

O prêmio da Mega da Virada não acumula. Caso não haja ganhador com as seis dezenas sorteadas, o valor será somado ao rateio dos acertadores de cinco números, e assim por diante.

Sorteios especiais
Nesta terça-feira (24), às 19h, haverá o sorteio da Loteria Federal Especial de Natal, com o prêmio de R$ 3,4 milhões nas duas séries. O apostador pode adquirir o bilhete inteiro ou em fração. Cada bilhete possui 10 frações e a premiação é proporcional à quantidade de frações que o apostador adquire.

Em decorrência do feriado de Natal, na quarta-feira (25) não haverá sorteio das loterias. Nesta terça, às 18h, serão sorteados os concursos 516 da Timemania, 1.240 da Dupla Sena e 3.374 da Quina. As apostas podem ser feitas até as 17h.

Salgueiro tem programação especial de aniversário

salgueiroO município de Salgueiro, localizado no Sertão pernambucano, está comemorando, nesta semana, 178 anos de fundação. A programação de aniversário montada pela prefeitura começou no domingo (22) e segue até a noite o dia 31 de dezembro, está distribuída entre o Pólo Bomba, Praça da Catedral e no Centro de Cultura Lazer e Turismo.

Entre as ações deste mês, a cidade promoveu a segunda edição em homenagem ao cantor e compositor Luiz Gonzaga, no último dia 13, com 24 horas de forró.

Confira a programação completa desta segunda até dia 31:

Programação aniversário de 178 anos de fundação de Salgueiro, PE

Terça (24/12)

Local: Pólo Bomba
18h – Papai Noel para crianças
23h- Orquestra Prisma
1:30h- Marreta You Paneta

Quinta (26/12)

Local: Pólo Bomba
19h- Banda de Pífano de Conceição das Crioulas

Sexta (27/12)

Local: Praça da Catedral
18h – Orquestra Pernambucana

Local: Centro de Cultura Lazer e Turismo
21h – Sessão Improviso

Sábado (28/12)

Local: Praça da Catedral
18h – Orquestra Maestro Paixão

Domingo (29/12)

Local: Centro de Cultura Lazer e Turismo
20h Cineclube Salgueiro

Segunda (30/12)

Local: Praça da Catedral
18h – Orquestra Imperial

Terça (31/12)

Local: Pólo Bomba
23h- Banda Gatinha Manhosa
1:30- Banda Nanaê

Fonte: G1

Seguro-desemprego passará a ser pago com identificação biométrica até 2015

carteiraOs saques do seguro-desemprego passarão a ser feitos, até o final de 2015, por meio da identificação biométrica do beneficiário. O prazo consta de resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), publicada hoje (23) no Diário Oficial da União.

De acordo com o Ministério do Trabalho, a novidade tem como objetivo reduzir fraudes e aumentar a segurança no pagamento. Segundo a resolução, a identificação biométrica será exigida apenas no recebimento do seguro-desemprego em dinheiro vivo.

A resolução faz parte de um pacote de medidas adotado para equilibrar o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que registrou déficit nominal de R$ 222,3 milhões de janeiro a agosto deste ano, contra lucro de R$ 179,9 milhões no mesmo período de 2012. O rombo considera a parcela do FAT que financia o capital do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Outra resolução, também publicada hoje, busca o aumento de receitas, a redução de despesas e a melhoria da gestão do FAT. O Codefat pediu ao Tesouro Nacional que restitua ao FAT os valores que deixou de receber do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) por causa de desonerações tributárias. Pelo pedido, o Tesouro também terá de cobrir o pagamento de beneficiários sem vínculo empregatício.

A resolução propõe ainda que as empresas com índice de rotatividade da força de trabalho acima da média para o setor paguem uma contribuição adicional ao FAT. A medida tem como objetivo desestimular que empresas demitam funcionários e os contratem novamente depois de cinco meses. Nesse período, os empregados recebem o seguro-desemprego.

A redução das despesas com o seguro-desemprego e com o abono salarial é uma das prioridades da equipe econômica para o próximo ano. No fim de outubro, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou que o governo estuda obrigar os beneficiários do seguro-desemprego a passar por cursos de qualificação. Atualmente, a exigência só vale para o segundo pedido do benefício num período de dez anos.

Formado pela arrecadação do PIS/Pasep, o FAT tem duas destinações. Uma parcela de 60% financia o pagamento do seguro-desemprego, do abono salarial para quem ganha até dois salários mínimos e programas de qualificação profissional. Os 40% restantes são repassados ao BNDES, que fornece empréstimos subsidiados a empresários para estimular o desenvolvimento da economia.

Fonte: Agência Brasil

Pelo Twitter, Dilma confirma salário mínimo de R$ 724

A presidenta Dilma Rousseff confirmou hoje (23) o aumento do salário mínimo para R$ 724 em 2014, 6,78% a mais do que os R$ 678 atuais. Em uma publicação na rede social Twitter no final da tarde desta terça-feira, a presidenta informou que assinou o decreto que viabiliza o ajuste. O novo valor entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 2014.

Esse valor estava previsto no Orçamento da União, aprovado pelo Congresso na semana passada. Ao comemorar a aprovação, Dilma disse que Executivo e Legislativo têm estabelecido uma relação “muito construtiva” e que o Congresso tem sido um “grande parceiro” do governo.

Fonte: Agência Brasil

MPPE quer cassação dos dez vereadores presos

4368e8970acd3c23b7a63498b4f2fc25O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) expediu, ontem, uma recomendação à Câmara de Caruaru sugerindo a abertura de um processo de cassação dos dez vereadores presos durante operação da Polícia Civil, na semana passada. Eles são suspeitos de cobrarem propina ao prefeito José Queiroz (PDT), no valor de R$ 2 milhões, para aprovar matérias na Casa. O MPPE também ingressou com uma ação cautelar de improbidade administrativa contra o grupo.

Ainda ontem, o juiz da Vara Pública do município, José Fernando Souza, deferiu uma liminar que anula a sessão legislativa que aprovou um pedido de empréstimo da prefeitura à Caixa Econômica Federal.

Na sessão, os vereadores aprovaram um projeto de lei que permite à Prefeitura de Caruaru contratar um financiamento, no valor de R$ 250 milhões, para implantar o sistema BRT (Bus Rapid Transit) na cidade. Com a decisão da Justiça, o empréstimo fica suspenso e deverá ser apreciado pelos vereadores empossados na última sexta-feira (20).

Segundo a promotora do Patrimônio Público de Caruaru, Bianca Stella Barroso, cabe à Câmara decidir se abre o processo de cassação ou não contra os vereadores presos. A notificação foi entregue ao presidente da Casa, o vereador Leonardo Chaves (PSD).

“A recomendação é no sentido de a Câmara deflagrar o processo de cassação, seguindo as normas do regimento interno. Cabe ao presidente da Casa decidir, já que a Casa tem autonomia”, justificou a promotora.

Sobre o pedido de anulação deferido pela Justiça, a promotora informou que a sessão legislativa estaria “viciada” em virtude dos interesses dos vereadores investigados.

“Existia o vício na vontade e o desvio de função. Eles aprovaram o empréstimo, mas não temos como dissociar se essa decisão foi tomada de acordo com a função pública ou guiada pelos interesses pessoais”, cravou a promotora Bianca Stella Barroso. “Há o vício, seja pela retaliação ou na perspectiva de ganho”, acrescentou.

NOVAS OUVIDAS
Ontem, mais três vereadores foram convocados pela polícia para prestar esclarecimentos. Foram ouvidos Edmílson do Salgado (PCdoB), Romildo Oscar (PTN) e Heleno do Inocoop (PRTB). Segundo o procurador da Câmara de Caruaru, todos os 13 vereadores da Casa que não estão presos já foram ouvidos pelo delegado Eric Lessa, responsável pelo inquérito.

Fonte: Jc

Compesa trabalha para retomar operação da Adutora do Pajeú

pajeuDevido às fortes chuvas registradas durante todo o final de semana no município de Floresta, no Sertão do Estado, a Compesa não conseguiu concluir no sábado (21) o conserto de um trecho da Adutora do Pajeú, que se rompeu na madrugada da última sexta-feira (20). Equipes da companhia continuam no local trabalhando no reparo da adutora, que tem 600 mm de diâmetro e é feita de ferro fundido. “ Com as chuvas, o terreno ficou alagadiço, o que torna o serviço ainda mais complexo”, explica a superintendente do Sertão Pajeú e Moxotó da Compesa, Raquel Macedo. A expectativa agora é concluir os trabalhos e retomar a operação da adutora até as 14h desta quarta-feira (25), regularizando assim o abastecimento de água de Calumbi, Flores, Carnaíba, Afogados da Ingazeira, Tabira e Canaã (Triunfo).

STJ vai gastar R$ 9,1 mil com capas para Ipad 2

Smart-Cover-Disponível-em-10-CoresLevantamento realizado pela ONG Contas Abertas mostra que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai gastar R$ 9,1 mil para aquisição de 40 capas de Ipad 2. O produto sairá por R$ 227,50, cada. As peças terão cobertura total em poliuretano com revestimento de microfibra. Os “acessórios” também possuem a função de hibernação ao fechar a capa e dobra para a função “face time”.

A ONG afirma que não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade no tipo de gasto feito pela União. O objetivo da publicação é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a administração pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.

Na Base Aérea de Brasília, por exemplo, serão gastos R$ 6,8 mil para compra de chocolate. Serão adquiridos 3.625 chocolates ao leite com recheio de côco da marca Nestlé.

Já o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) vai comprar 50 calculadoras. Os aparelhos vão custar R$ 12,5 mil ao Tribunal. O valor unitário do eletrônico é de R$ 250,00.

A Base Aérea de Salvador, por sua vez, vai adquirir trajes de banho por R$ 8 mil. A pasta comprará 63 sungas de banho, 55 maiôs, 100 óculos de natação infantis e 101 toucas de silicone.

Fonte: Blog do Jamildo

Apenas 2% dos passageiros usam cinto de segurança em ônibus, diz ANTT

Acidente deixa mortos e feridos na rodovia Régis Bittencourt
Acidente deixa mortos e feridos na rodovia Régis Bittencourt

O grave acidente envolvendo um ônibus na rodovia Régis Bittencourt na madrugada deste domingo que deixou pelo menos 16 mortos coloca em discussão, mais uma vez, a importância do uso de cinto de segurança em transportes coletivos. Uma pesquisa feita pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) em dezembro do ano passado indicou que apenas 2% dos passageiros de ônibus intermunicipais e internacionais usam o cinto de segurança durante as viagens. Em caso de acidente, o equipamento diminui a possibilidade de morte em até 75%.

Um dos sobreviventes, o motorista que conduzia o ônibus, saiu com poucos ferimentos após o veículo capotar em uma ribanceira de 30 metros, na Grande São Paulo. Diferentemente dos passageiros, o profissional que conduz o ônibus pode ser multado, com o veículo em movimento, pela falta do equipamento de segurança.

“Embora as empresas zelem pelo estabelecido pela agência reguladora no sentido de avisar sobre o uso do cinto de segurança, apenas 2% dos passageiros transportados realmente afivelam o cinto durante toda a viagem”, disse a ANTT ao divulgar o levantamento considerado preocupante.

Segundo o órgão, mesmo sabendo da importância do equipamento, o brasileiro ainda não incorporou o hábito de usar o cinto. “Enquanto, no transporte aéreo, nós já temos a cultura de que, quando estivermos sentados na poltrona do avião temos que ter o cinto afivelado, usar o cinto em transporte de ônibus ainda é um grande desafio de toda sociedade brasileira”, explicou o superintendente de Fiscalização da ANTT, Nauber Nascimento.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e com a Resolução 643 da ANTT, é obrigatório o uso do cinto de segurança para condutores e passageiros em todas as vias de território nacional. Não usar o equipamento durante toda viagem é infração grave e a multa para o motorista e para a empresa varia entre R$ 1 mil e R$ 3 mil.

Homem é preso após abusar sexualmente criança de cinco anos em Salgueiro

Policiais militares do 8° BPM prenderam na noite do último sábado (21) um homem de 45 anos, acusado de abusar sexualmente de uma criança de apenas cinco anos, na Rua Antônio Gomes de Melo, no bairro Imperador.

Segundo a polícia, a mãe da vítima estava com o acusado e a vítima sentada em cima de um muro, saiu para entregar um aparelho celular ao companheiro e quando voltou encontrou o homem a mão nas partes íntimas da criança, mostrando dinheiro e deu um beijo no rosto da criança.

Assustada com a cena, a mãe da vítima chamou o padrasto da garota, que correu atrás do homem, mas ele conseguiu fugir pulando o muro. O acusado ainda ameaçou o padrasto da vítima, dizendo que iria chamar uns amigos para tirar satisfação. A Polícia Militar realizou rondas pela localidade e conseguiu prender o acusado, que foi autuado em flagrante.

Fonte: Blog Alvinho Patriota

Mutirão DPVAT nas comarcas do Sertão celebra índice de 97% em conciliações

dpvat I Mutirão do Seguro Obrigatório contra Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), realizado entre os dias 16 e 18 de dezembro, alcançou 97% em acordos. O evento buscou conciliar ações de 13 comarcas do Sertão do Estado e aconteceu na Câmara de Conciliação Mediação e Arbitragem da Faculdade de Integração do Sertão (FIS), em Serra Talhada, no horário das 8h às 17h, sob a coordenação e execução da Coordenadoria Geral do Sistema de Resolução Consensual e Arbitral de Conflitos.
No evento, foram realizadas 254 audiências, com a celebração de conciliação em 246 ações, movimentando assim R$ 970.394,90 em acordos homologados. A coordenadora do mutirão, juíza Flávia Fabiane Nascimento, destacou a importância da ação conciliatória. “O resultado foi bastante significativo. A sociedade veio à Justiça disposta a efetuar acordos e as empresas com o objetivo de finalizar suas lides”, disse a magistrada.
O mutirão envolveu as comarcas de Serra Talhada, Sertânia, Triunfo, Custódia, Flores, Carnaíba, Afogados da Ingazeira, São José do Belmonte, São José do Egito, Salgueiro, Arcoverde, Parnamirim e Betânia.

Manicure não consegue reconhecimento de vínculo devido às características de autonomia da profissão

tstPela autonomia com que rege o seu trabalho, se vinculando diretamente aos clientes, independente do empregador, uma manicure teve negada a relação de vínculo empregatício com um salão de beleza, apesar de reconhecida a relação contratual. “No ramo em que trabalha a manicure, os trabalhadores que nele militam o fazem de forma autônoma, embora trabalhando em ambiente do empresário e usando seu mobiliário. Isto porque são profissionais que vinculam-se aos seus clientes, os quais muitas vezes os seguem para onde quer que se desloquem. Ou seja, a manicure do José, ou da Josefa, será sua manicure no salão A, no salão B, não importando onde, sendo indispensável, contudo, quem presta o serviço”, julgou o Tribunal Regional do Trabalho da 11º Região (RR). A decisão foi mantida pela Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho.

A manicure atuava em um salão de médio para grande porte, usando equipamentos próprios e recebendo 70% do valor de cada serviço. A funcionária declarou ‘que pediu para sair, tendo em vista ter sido envolvida em complicações com a Prefeitura, por ter assinado um documento a pedido da reclamada e que trabalha atualmente por conta própria desde que saiu da reclamada’. Na opinião do Tribunal Regional, “tal depoimento demonstra o modo de trabalhar da demandante. Pediu para sair. Atualmente trabalha como autônoma, ou ‘por conta própria’. Sendo assim agora, certamente o era outrora”.

As testemunhas da funcionária confirmaram que é possível trabalhar para concorrentes, embora isto não costume ocorrer. Que trabalham em casa nas folgas e domingos e que existem clientes que têm preferência por determinada manicure, dentro da própria clientela do salão, assim como há também recusa de clientes. “O uso de batas, agendamento de clientes e fixação de preços são requisitos próprios da atividade empresarial do reclamado, que não chegam a denotar a subordinação”, julgaram os desembargadores.

O relator do processo no TST, ministro José Roberto Feire Pimenta, descreveu que “segundo se extrai do acórdão regional, os fatos e as provas carreadas aos autos, especialmente o depoimento prestado pela obreira, demonstram que não restou caracterizada a relação de emprego entre as partes, diante da ausência dos elementos configuradores do liame empregatício, uma vez que, segundo o Regional, a funcionária, embora tenha se utilizando das instalações da reclamada, trabalhou como manicure de forma autônoma e sem subordinação, com uso de material próprio e percepção de 70% do valor de cada serviço prestado”.

Processo: RR-91900-67.2009.5.11.0018

Fonte: TST

Tratorista morre esmagado pelo próprio trator

21-12-2013-DSC_0116O tratorista, Milton Rosa dos Santos, mais conhecido pelo apelido “Passarinho”, de 40 anos, morreu esmagado pelo trator que dirigia, o acidente ocorreu na noite deste sábado (21) as 19h no canavial onde trabalhava carregando cana de açúcar, o local foi próximo ao posto Santa Cecília, município de Joaquim Gomes/AL, ele trabalhava na Fazenda Campo Alegre do agropecuarista e empresário, Benedito Gouveia, conhecido por “Biu Tutu”.

Segundo informações, o acidente teria ocorrido após o trator que ele dirigia perder o controle, quando descia uma área, onde ele carregava cana, quando numa parte aladeirada, o operador de máquina não teve como segurar o trator, e acabou sendo atropelado pelo reboque, que já estava carregado, em qeu terminou ficando por cima da vítima.

O empresário, presenciou toda cena, segundo Seu Biu Tutu, o momento foi forte e lamentável, ele disse que orientou o mesmo a não descer por aquele caminho, mas insistiu, “ainda gritei muito para que não descesse a ladeira, mas infelizmente ele insistiu e acabou acontecendo o pior”. Disse o empresário. Ele contou ainda que, com o tratorista estava sua esposa, Luzia Benedita, 32 anos, ele contou que no momento, ouviu quando ele gritava pedindo que sua esposa pulasse do trator em movimento, e foi isso que a salvou, ao atender o marido, ela caiu antes do acidente, e conseguiu escapar com vida, e teve fratura na perna.

O samu foi acionado e ao chegar, encontrou o corpo esmagado, e constatou a morte do tratorista, já sua esposa foi socorrida e levada para o HGE, onde deve receber atendimento. Segundo o empresário, o tratorista tem experiência no ramo, em que trabalha por muitos anos, somente com ele já são dez anos que trabalha durante a safra, “ele veio de São Paulo há duas semanas, onde também trabalhava com máquinas e hoje vivemos essa cena terrível que dói muito e nos deixa chocado”, contou o empresário, Muito triste ele lamentou o ocorrido.

O casal mora no Assentamento Agrisa, zona rural de Joaquim Gomes, a família já foi acionada, o serviço de resgate também foi chamado para fazer a retirada do corpo, que será conduzido ao IML, que após os procedimentos será entregue a família para o sepultamento. Os colegas de trabalho, estão chocados, muitos foram para o local do acidente e demonstraram sentimento pelo acidente que terminou na morte de um colega trabalhador. A polícia rodoviária federal foi acionada e esteve no local.

Veja as fotos (Cenas fortes):
21-12-2013-DSC_0118 21-12-2013-DSC_0117
Fonte: Blog do Edson Alves

Escrivão da Polícia Civil de Sergipe comete suicídio após matar esposa a tiros

andre_eliane_carira_gA tragédia ocorreu por volta das 20h30min de sábado, dia 21, na cidade de Carira, no Sertão Sergipano, quando o escrivão de Polícia Civil de Sergipe de prenome André, matou a esposa Eliane Alcântara com disparos de pistola.
Após assassinar a mulher o policial utilizou a mesma arma para praticar a própria morte com um tiro no ouvido.
O casal deixa dois filhos, ambos menores de idade, inclusive o ato transloucado foi presenciado por uma das crianças de 08 anos.
André trabalhava na delegacia de Ribeirópolis (SE), enquanto a esposa exercia a função de agente de saúde em Carira.
A polícia carirense investiga o caso na tentativa de esclarecer os motivos que levaram o escrivão a matar a companheira e cometer o suicídio.
Fonte: Blog do Edson Alves

Polícia faz reconstituição do assassinato do promotor Thiago Faria nesta segunda

promotorEstá programada para o início da manhã desta segunda-feira (23), por volta das 8h, em Águas Belas, no Agreste pernambucano, a reconstituição do assassinato do promotor de justiça de Itaíba, Thiago Faria Soares, 36 anos, executado com vários tiros dois meses atrás, na PE-300. A Polícia Civil de Pernambuco, devido ao pacto de silêncio adotado ainda no início das investigações, apenas confirmou a realização da reprodução simulada do crime, sem dar detalhes.

A advogada Misheva Freire Ferrão Martins, noiva do promotor e, até agora, principal testemunha ocular do assassinato, estará presente, assim como o tio dela, Adaltivo Elias Martins, que estava com a sobrinha no veículo do promotor quando ele foi assassinado. O principal acusado pela polícia de ser o autor dos disparos contra Thiago Faria, o agricultor Edmacy Cruz Ubirajara, solto na semana passada por falta de provas que sustentassem sua prisão, também foi intimado e participará.

A simulação acontece mais de dois meses depois do dia do crime e demonstra que, de fato, a polícia continua enfrentando dificuldades para concluir as investigações. Essa é a leitura feita pela família dos acusados – além de Edmacy, o cunhado dele, o fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa, foragido até hoje, é apontado pela polícia como mandante do crime pela disputa judicial de terras da Fazenda Nova, em Águas Belas, com a família da noiva do promotor. Um dos filhos do fazendeiro, José Leandro Ubirajara também foi intimado pela polícia, embora não faça parte da relação de testemunhas do caso.

A reconstituição será comandada pela delegada do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) Josineide Confessor, que está à frente do caso agora, depois que a força-tarefa de delegados foi desfeita com o esfriamento das investigações.

A defesa de Edmacy Ubirajara garantiu que o agricultor estará presente e não vai se opor a contribuir com a polícia. Mas que ele só participará se for considerada sua versão para o crime. “Se a Polícia Civil tentar inseri-lo na cena do crime, como acreditamos que fará, não permitiremos porque ele garante que estava na cidade no momento em que o promotor era assassinado na PE-300. Existem provas dessa versão, com imagens e depoimentos de testemunhas, que foram anexadas ao processo. Como sabemos que a polícia estará considerando apenas a versão apresentada pelo noiva do promotor, do crime em si, Edmacy não tem como participar”, argumentou o advogado Anderson Flexa, que defende o agricultor juntamente com Weendell Freitas.

Os dois estarão em Águas Belas acompanhando a simulação. Segundo Flexa, nenhuma das testemunhas indicadas pela defesa para comprovar que Edmacy estava na cidade no momento do crime e, não, seguindo o carro do promotor, como diz a polícia, foi intimada a participar da ação desta segunda.

A Polícia Civil não informou um horário preciso para o início da reconstituição, mas os trabalhos devem começar por volta das 7h30, já que, pela versão de Misheva Martins, ela e o noivo saíram de casa, no Centro de Águas Belas, às 8h15, e o assassinato teria acontecido perto das 9h, a dez quilômetros da cidade, na PE-300.

Dois meses depois do crime, as dúvidas persistem. O único acusado que chegou a ser preso, Edmacy Ubirajara, foi solto na semana passada por determinação da Justiça de Sergipe, onde ele respondia a um crime, exatamente por falta de provas. O suposto mandante do assassinato – segundo a polícia -, o fazendeiro José Maria Rosendo, permanece foragido e, até agora, nem a arma (tudo indica que uma espingarda calibre 12) nem o carro utilizado no crime (um Corsa Hatch escuro, talvez cinza, verde ou preto) apareceram.

Provas importantes para esclarecer o assassinato, a partir da versão apresentada por Misheva Martins, que garante que o carro do promotor foi interceptado por outro veículo na PE-300, de onde desceu um homem (ela afirma ter sido Edmacy Ubirajara) e feito diversos disparos. Entretanto, ela, que estava no banco do passageiro, e o tio, sentado atrás, conseguiram escapar sem qualquer ferimento. Também não se tem notícia das perícias técnicas.

Diante das muitas especulações sobre a ausência de provas que fundamentassem o inquérito, a resposta rápida da polícia – que apontou o fazendeiro e prendeu o agricultor dois dias depois do crime -, a polícia se autocensurou, fazendo uma parceria com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para proibir que qualquer integrante das instituições falassem sobre o inquérito.