Mulher nua segura armas durante festa com policiais em SP; PMs são presos

Nas imagens é possível ver policias militares de uniforme durante uma festa em que uma mulher nua posa pra fotos segurando armas de uso exclusivo da PM. O vídeo foi registrado no último dia 27 de dezembro na garagem de uma casa na zona leste de São Paulo. A placa de um carro que aparece nas imagens foi utilizada pelo comando da PM para identificar os quatro policiais que estavam na festa durante horário de serviço. Eles foram detidos e podem ser expulsos da corporação. A reportagem foi exibida no SBT Brasil. Do Uol

Mulher nua segura armas durante festa com policiais em SP; PMs são presos

Vídeo causa polêmica ao mostrar garota sendo torturada e queimada no rosto com cigarro após se relacionar com namorado de outra mulher

asdfUm vídeo polêmico tem causado repercussão na internet. Ele mostra uma garota sendo violentada e queimada no rosto com um cigarro.

A cena foi postada nesta segunda-feira (29) no Facebook. Desde então, ela já superou a marca de 21 mil compartilhamentos.

A gravação aparentemente foi feita por uma mulher que atende pelo nome de Elisangela. A vítima é obrigada a pedir desculpas enquanto é agredida e aparece com o rosto coberto de sangue.

Um vídeo polêmico tem causado repercussão na internet. Ele mostra uma garota sendo violentada e queimada no rosto com um cigarro.

Ao que tudo indica, a agressora estaria cometendo a tortura como vingança pela vítima ter tido um relacionamento com seu namorado. A vítima foi identificada como Victoria.

O caso, apesar de controverso, fez com que alguns internautas levassem tudo na brincadeira. Uma comunidade foi criada no Facebook enaltecendo o “bolinho”, rapaz pelo qual as duas mulheres estavam brigando.

O vídeo polêmico pode ser assistido abaixo:

Vídeo: Mulher se mata queimada após ter sido estuprada

Uma adolescente paquistanesa morreu depois de atear fogo em si mesma após um tribunal retirar as acusações contra quatro homens acusados de estuprá-la, informou a polícia. O incidente ocorreu no distrito de Muzaffargarh, na província de Punjab, onde o estupro coletivo em 2002 de Mukhtar Mai, uma mulher analfabeta, foi manchete em todo o mundo. Amina Bibi, de 18 anos, jogou gasolina e ateou fogo no próprio corpo na quinta-feira em frente a uma delegacia de polícia na cidade de Beet Meer Hazar, segundo a polícia.

Redes de televisão paquistanesas transmitiram imagens terríveis que mostravam a autoimolação e as tentativas desesperadas dos pedestres de apagar as chamas. A jovem foi levada a um hospital público próximo, onde os médicos tentaram salvá-la, mas ela sucumbiu aos ferimentos na manhã desta sexta-feira, explicou a polícia.

A jovem foi supostamente estuprada por quatro homens, incluindo um membro de sua família, em janeiro, e reportou o incidente à polícia. No entanto, um tribunal local de Muzaffargarh arquivou o caso na quinta-feira, depois que um relatório da polícia afirmou que Amina não havia sido estuprada, levando a adolescente a tomar esta medida desesperada.

“Nadir, o principal acusado no caso, era um parente da vítima e eles tiveram uma briga familiar”, informou o oficial de polícia Chaudhry Asghar Ali à AFP. “O caso foi investigado duas vezes e os investigadores descobriram que a vítima não havia sido estuprada”, acrescentou.

A Suprema Corte do Paquistão exigiu nesta sexta-feira uma explicação sobre o incidente, ordenando que os chefes da polícia da província e do distrito compareçam pessoalmente ao Tribunal.

 

Vídeo: Suposta propaganda eleitoral de Eduardo e Marina vaza na internet

Um vídeo que supostamente seria utilizado durante a campanha de Eduardo Campos (PSB) e Marina Silva durante a propaganda eleitoral gratuita na televisão vazou na internet (veja abaixo). Em pouco menos de dois minutos, Campos critica as alianças do governo Dilma Rousseff (PT) com políticos como José Sarney  (PMDB), Renan Calheiros (PMDB) e Fernando Collor (PTB-AL). Campos ressalta que apesar de distribuir ministérios para os aliados, a presidente não conseguiu aprovar os projetos que queria no Senado Federal.

“É hora de mandar o Sarney para a oposição”, diz o texto inicial da propaganda. Logo depois, Campos aparece em um auditório circular, rodeado por uma pequena plateia, na qual está a candidata a vice, Marina Silva. “A presidenta Dilma criou 39 ministérios. Deu um ministério a um afilhado de Sarney, outro de Renan Calheiros, que é senador, outro prá lá, outro pra cá, e ela passou um bocado de tempo sem conseguir votar nada que ela queria no Senado – porque eles queriam mais, queriam mais. Ia para quantos ministérios, 80, 90, para 100? Não existe isso”, critica o peesebista.

Em tom sereno e com uso de muitas expressões coloquais, Campos ressalta a “pressão” e o “calor” do povo, nas manifestações, que teria obrigado o Congresso a legislar. “O povo foi pra rua em junho, tá lembrado? Encheu aquela Esplanada (dos Ministérios) de estudante, desceu gente de desempregado daquela periferia de Brasília, de funcionário público… Em 15 dias, sem que o povo desse nenhum ministério, nenhum cargo a eles – que o povo não tinha o que dar -, só dando aquela pressão, aquele calor, eles votaram mais do que em um ano, Dilma dando tudo o que eles queriam.”

Depois, o candidato volta a critica os parlamentares que em outras ocasiões chamara de “velhas raposas”. “Eu e a Marina somos os únicos candidatos que estamos dizendo, de agora, a gente está mandando avisar pela imprensa: Avisa aí ao Sarney, ao Renan, ao Collor, que nós vamos chegar e que eles vão para a oposição. No nosso governo, conosco, eles não vão trabalhar. O Sarney já desistiu de ser candidato. Já partiu, você entendeu, não?”

Por fim, sem pedir votos explicitamente – a propaganda sequer exibe o número da chapa – Campos encerra dizendo que “é preciso que tenha alguém que faça isso. Senão, não vai, não tem jeito.”

 

Acidente entre dois veículos deixa um saldo de oito mortos em Barbalha

A reportagem do Site Miséria revela um cenário de terror no local do acidente que matou 8 pessoas em Barbalha-CE, entres elas cinco de uma mesma família de São José do Belmonte.

Assista o vídeo do Miséria:

O sepultamento dos cinco belmontenses que morreram no trágico acidente de Barbalha-CE na noite deste domingo (01/06), será às 08:00hrs da manhã desta terça-feira (03), no Cemitério Parque da Saudade em São José do Belmonte.  Com informações de Belmonte Diário/Miséria

Mulher caminha nua por rua movimentada vestindo apenas uma blusa e usando pintura corporal; veja vídeo

mulher-caminha-nua-por-rua-movimentada-vestindo-apenas-uma-blusa-e-usando-pintura-corporal (1)Uma modelo de pintura corporal saiu pelas ruas sem estar vestindo calça alguma, e praticamente passou despercebida pelas pessoas. Isso porque ela estava com uma pintura no corpo que fazia parecer que estava usando uma calça jeans.
Apenas uma pessoa apareceu depois, e pediu para capturar uma selfie junto a ela na rua. Não se sabe onde foi feita a gravação, já que o vídeo não traz detalhes.

 

Motociclista filma o próprio acidente; veja o vídeo

acidentes gravesO vídeo foi captado em território russo e mostra um acidente arrepiante, apesar de não ter consequências físicas de maior. 

Um motard impaciente estava a tentar acelerar a marcha quando apareceu um obstáculo inesperado: a porta de um camião que se abriu no pior momento. 

O choque acabou por ser inevitável e como o motociclista filmava o movimento, a gravação acabou por ser arrepiante. Assista:

Motos se chocam no Globo da Morte do Florilegio

Um acidente no número chamado Globo da Morte assustou a plateia, funcionários e artistas do circo italiano Florilegio, que está no Recife desde a semana passada com seu Spettacolo Florilegio (veja vídeo).

Já no começo da apresentação, ao som We will rock you, do Queen, três motos circulam no globo. Assim que a quarta motocicleta, que ainda estava parada dentro da esfera, acelera e entra no número, há um choque que leva ao chão do globo três das quatro motos. Ouve-se gritos da plateia enquanto uma dos motociclistas continua girando para evitar uma colisão com os colegas que foram ao chão.

Durante alguns minutos, um clima de tensão toma conta do picadeiro. Logo, chegam outros artistas, a última moto consegue parar e o globo se abre. Os quatro motociclistas aparecem e todos veem que está tudo bem. A plateia aplaude enquanto o apresentador informa ao microfone que nada de mais grave aconteceu.

A assessoria do Florilegio informou que um dos motociclistas machucou o dedo e foi encaminhado para um hospital. O circo deu prosseguimento aos outros números, encantando a todos com o espetáculo de sombras e  ilusionismo.

Proibido de subir em cama, cão ‘faz a festa’ na ausência do dono e vira hit

Um cachorro muito esperto foi flagrado por uma câmera escondida “fazendo a festa” em uma cama onde originalmente não poderia subir, de acordo com as regras estabelecidas pelo dono.

De acordo com informações do vídeo, o local era proibido para o animal, no entanto, assim que o dono saiu, ele fez questão de pular na cama, se esfregar nos lençóis, e aproveitar ao máximo o momento de “liberdade” sem que o dono estivesse.

O flagra do cão “abusado” se tornou sensação entre os usuários, e o vídeo postado no site “LiveLeak” foi visto mais de 860 mil vezes.

Ivete dá pagação em apresentador de TV. “Você me c…”? , disparou

Visivelmente irritada, a cantora Ivete Sangalo deu uma pagação ao vivo no apresentador Casemiro Neto, da TV Aratu, durante a transmissão do Carnaval, na noite de segunda-feira (3).

Isso porque Casemiro afirmou que Ivete estava grávida. A cantora não gostou nem um pouco da declaração, botou a mão na cintura e perguntou: “Você me c…”?. Ivete também disse que estava ali para cantar e não para dar entrevistas.

Amor Animal: Vídeo de cão tentando ressuscitar amigo atropelado gera comoção na internet

Um vídeo publicado na sexta-feira (14), tem gerado grande comoção entre os internautas. O conteúdo exibe um cachorro tentando reanimar outro animal que havia sido atropelado.

O animalzinho tenta desesperadamente acordar seu amigo, usando a pata para balançar a vítima. Ele começa a latir quando percebe que sua atos não estão gerando sucesso.

O conteúdo já ultrapassou a marca de 60 mil visualizações. Não há informações sobre o local do acidente.

PSOL acusará SBT e Sheherazade de apologia ao crime na Justiça

raquelA manifestação de Rachel Sheherazade em relação ao caso de agressão de um adolescente de 15 anos no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro, continua gerando polêmica.

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) decidiu que ingressará com uma representação contra o SBT e Rachel Sheherazade por apologia ao crime. Para o líder do partido na Câmara dos Deputados, Ivan Valente, houve incitação ao crime, à tortura e ao linchamento.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro e a Comissão de Ética também se manifestaram contrários ao posicionamento da âncora do “SBT Brasil”.

Tais órgãos alertaram para a grave violação de direitos humanos através do pronunciamento da jornalista.

Entenda:
Na última terça-feira (04), em seu espaço de opinião no “SBT Brasil”, Rachel Sheherazade falou sobre o caso do adolescente de 15 anos.

Ela citou que o garoto havia fugido para não ser preso, afinal já contava com passagens pela polícia, e destacou o atual contexto do Brasil. Para a âncora, em um país onde há grandes índices de violência, as atitudes dos chamados vingadores são consideradas compreensíveis.

A jornalista ainda classificou o fato como uma “legítima defesa coletiva de uma sociedade sem Estado” e incentivou que os defensores dos direitos humanos fizessem um “favor” ao Brasil e adotassem um bandido.

Deputado Ivan Valente:
O deputado Ivan Valente foi um dos maiores críticos ao posicionamento de Sheherazade tanto neste como em outros casos.

Em seu Twitter, o parlamentar publicou: “Esta espécie de facismo televisivo que prolifera pelas TVs precisa de um freio que passa pela democratização da mídia e pelo controle social. A mesma jornalista Rachel que apóia o linchamento de jovem negro e pobre, defende as estripulias do astro Bieber,como coisa de
adolescente”.

Além de deixar claro a defesa da censura aos meios de comunicação, Valente optou por vitimizar o adolescente agredido, descrevendo-o apenas como “jovem negro e pobre”, sem citar suas passagens pela polícia e suas acusações por roubo e furto.

Rachel Sheherazade:
Ainda no Twitter, Rachel Sheherazade foi criticada por vários usuários, ainda que tenha recebido o apoio de alguns.

A conta da organização “Somos Cristãos”, por exemplo, compreendeu o posicionamento da jornalista: “Ñ apoiamos a violência ao rapaz, mas entendemos a atitude da população. Foi isso q vc quis dizer”.

A âncora respondeu: “fácil de entender minha opinião… pena que alguns querem apenas distorcer!!!”.

Clipe de banda baiana vira caso de polícia

videoO vídeoclipe de uma banda do município de Vitória da Conquista, cidade localizada a 447 km de Salvador, lançado em dezembro de 2013, tem repercutido negativamente entre políticos e representantes de associações que defendem os direitos humanos na Bahia.

As cenas veiculadas na produção independente, que já tem mais 66 mil visualizações no Youtube, têm sido encaradas como incitadoras ao crime de estupro.

O videoclipe foi produzido pela banda Abrakadabra, que despontou no cenário regional há três anos, cantando músicas que mesclam arrocha, tecnobrega e pagode.  A produção integra os  serviços de divulgação da atual música de trabalho do grupo: “Tigrão Gostoso”.

LEIA MAIS

O vídeo original, que teve o início editado após as críticas, apresentava uma estudante andando sozinha em um matagal seguida por um homem encapuzado. Percebendo a perseguição, ela deixa o material escolar cair no chão e corre. Logo em seguida, a mulher acorda do que teria sido um pesadelo.

A parte seguinte do vídeoclipe, que não foi alterada na edição, mostra que a mesma mulher, ao acordar, tem a casa invadida por seis homens. “Abra a porta logo que eu quero entrar. Não adianta se esconder. O tigrão vai te pegar” , fala um dos invasores, em trecho da música.

Correndo do grupo, que é composto pelos próprios integrantes da banda, a mulher diz: “Mas eu tô com medo. Você vai me machucar?”. Em resposta, um dos invasores conta: “Sou o seu tigrão gostoso. Só precisa relaxar. É na hora do espanto que o bicho vai, toma, toma, então toma”.

Em entrevista na tarde deste sábado (25), a deputada estadual Luiza Maia disse que vai se reunir com a equipe jurídica na próxima segunda-feira (27) para discutir providências que possam penalizar a banda pela veiculação do vídeo. “Trata-se de uma produção de mau gosto e agressiva às mulheres. É uma encenação que mostra um homem querendo pegar uma mulher sem ela querer. É a incitação de um crime. Vamos nos posicionar”,  promete a deputada da bancada feminista.

Nota de repúdio
Por conta do videoclipe da banda, Tâmara Terso, da Marcha Mundial das Mulheres, convocou reunião com representantes do grupo na cidade de Vitória da Conquista e juntas com outros representantes de movimentos sociais elaboraram uma carta de repúdio ao clip.

Em nota, a carta de repúdio diz que “o clipe se desenrola de forma a enaltecer a posição do estuprador, colocado como a figura do “tigrão gostoso”, de modo a associar a agressividade à masculinidade. Por outro lado, reforça a imagem da mulher como um ser frágil e submisso, sem autonomia de vontade, sendo explícita a apologia ao estupro durante toda a música, como pode-se perceber nos trechos: “mas eu tô com medo, você vai me machucar” ou “é na hora do pavor que o bicho vai pegar”.

“Nós construímos uma carta junto aos movimentos sociais feministas, negro e outros representantes sobre o conteúdo do clipe e da letra da musica. É uma violência contra a mulher, principalmente uma incitação ao estupro. Não é um crime consumado, mas a letra é uma apologia”, reflete.

Defesa
Em entrevista, também na tarde deste sábado (25), o empresário da banda Abrakadabra, Diego Pereira, contou que o grupo nunca teve a intenção de incitar ou promover o estupro. Ele acredita que todo produto veiculado na internet corre o risco de ser mal interpretado. “Temos um grande público feminino. Temos mulheres, filhas. Como pensaríamos em uma coisa dessas?”, argumenta.

Pereira defende que o vídeoclipe produzido é uma obra de ficção e que deve ser interpretada como tal.  “Nesta semana mesmo houve um cena em uma novela em que um homem bateu em uma mulher. Se eu for assistir, eu vou querer fazer o mesmo? Claro que não”, defende.

O empresário acredita que a repercussão negativa está mais relacionada ao preconceito histórico com o estilo musical do grupo – que mescla arrocha, tecnobrega e pagode -,  do que com o próprio vídeoclipe.

“Para mostrar que não temos nada a ver com essas críticas, iniciamos nesta semana uma campanha de prevenção à violência contra a mulher.  Elas são defendidas em nossos shows”, defende Diego Pereira.

Independentemente da repercussão, o empresário conta que tem sido apoiado pelos fãs e que o grupo, inclusive, tem sido convidado para mais shows. Pereira conta que a música que integra o vídeoclipe é um sucesso. (G1)